quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

O TÁXI 9297



 "O Táxi 9297" foi um trabalho em BD que fiz e foi publicado no semanário "O Crime". Trata-se do caso da morte da actriz Maria Alves, assassinada às mãos do amante, Augusto Gomes, empresário teatral do Teatro Nacional.
Este crime foi desvendado graças à intervenção de alguns jornalistas, designadamente Reinaldo Ferreira, que assinava como "Repórter X".
De todo o trabalho, publico apenas estas quatro meias pranchas, seguidas.
(Para ver estas e outra imagens no blog em plenitude do monitor, basta clicar uma vez em cada uma)



sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

MAIS UMA DO "DIABO A QUATRO"

Estes desenhos já têm uns anitos. Na última vinheta fala-se em totoloto e não em euromilhões.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

O "SERIAL KILLER" - VÍTOR JORGE


Morreu Vítor Jorge, a quem muitos apelidaram de "Mata Sete" por ter eliminado sete pessoas numa só noite. Cumpriu o tempo de prisão - 14 dos 20 anos a que foi condenado - viveu em Inglaterra e na Córsega. Faleceu há dias.
Esta entrada deve-se ao facto de então ter desenhado para "O Crime" todos os acontecimentos que rodearam os crimes, de que publico apenas a última meia prancha. Foi um dos trabalhos que mais me custaram fazer, uma vez que desenhei as cenas que encontrei descritas após o trânsito em julgado. É um trabalho que não repetirei nem publicarei, por razões óbvias.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

UM CARRO MUITO ESPECIAL


O mais interessante é que esta história é mesmo real. Aconteceu no princípio do séc. XX e tem a ver com um carro com um comportamento estranho e um proprietário temperamental.
Antes de passar isto ao desenho, através da BD, publiquei o texto na revista "Jornal dos Clássicos".










terça-feira, 1 de janeiro de 2019

OS MEUS LIVROS (1) -OS SÃOS, OS LOUCOS E AS MULHERES DELES


Nada melhor do que começar o ano com uma espécie de portfólio dos muitos livros que publiquei, tanto em texto como em banda desenhada. Não segue uma ordem determinada, porque retiro da estante o que vier à mão e... zás!
O deste post - "Os Sãos, os Loucos e as Mulheres deles" - é de Abril de 1987, com uma tiragem de 2.000 exemplares e com distribuição nacional.
A sério, a sério, era o terceiro livro de ficção que eu escrevi; os anteriores eram "Crónicas do Arco da Velha", de 1985 e "Mangas de Alpaca", de 1986, ambos também com uma tiragem de 2.000 exemplares.
Na contracapa explico que "este romance não passa de uma manta de retalhos, urdido no tear da novelística portuguesa, ao livre arbítrio e adaptação deste tecelão que, com vários fragmentos de real valor popular, senão com a sua própria imaginação, obrou esta singular peça./ No binómio homem rico - homem pobre há uma subtil e imaginosa teia de manhas e patranhas saborosamente aproveitadas pelos narradores anónimos de todas as gerações. A saga dos dois compadres ajusta-se no rifão: quem com maus vizinhos vizinhar, com um olho há-de dormir e com o outro vigiar."
Também ao acaso, abri-o e passei ao "scanner" a página 175, que reproduzo.

sábado, 29 de dezembro de 2018

CAPAS- MILITARES NA PRIMEIRA GRANDE GUERRA


A capa que está a abrir este post saiu em 3 de Junho de 2016, uma vez que seria esta a ilustrar o livro que agora vai sair no mês de Janeiro de 2019. No entanto, depois de findar o trabalho de pesquisa e de texto, decidi integrar o título e a obra nos "Novos Cadernos de Trancoso", de que já apresentei a capa no post de 22 de Dezembro, que ora decorre,e que repito a seguir.


sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

OS PÁSSAROS EM FIM DE ANO


Esta gravura foi retirada do original de uma aguarela que fiz propositadamente para o luxuoso volume "Os Avós e os Netos", como ilustração de uma poesia do autor e editor Augusto Gonçalves (Augusto Pinto), um amigo já falecido, da MEL Editores. A obra, que eu ilustrei, tem cerca de três centenas de ilustrações coloridas e esta, na página 38, é uma das minhas preferidas.
Para vésperas de fim-de-ano, achei-a consentânea com o período do calendário, uma vez que nas arrumações no back-up dos ficheiros, encontrei-a entre muitas outras.